IBGE: venda de supermercados sobe 1,4% em outubro

As vendas de hiper e supermercados, segmento de maior peso na pesquisa de varejo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje, tiveram desempenho positivo e puxaram os resultados de outubro. O grupo de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo elevou as vendas em 1,4% em outubro em relação a setembro.

JACQUELINE FARID, Agencia Estado

15 de dezembro de 2009 | 10h02

Na comparação com outubro do ano passado, as vendas do grupo aumentaram 12,2% e contribuíram, sozinhas, com 5,8 pontos porcentuais do aumento de 8,4% das vendas do comércio varejista no período. As vendas do grupo acumulam altas de 8,2% no ano e de 7,5% nos 12 meses encerrados em outubro.

Segundo o técnico da coordenação de serviços e comércio do IBGE, Reinaldo Pereira, os dados de outubro do varejo indicam que o reaquecimento da economia após a crise está tornando os resultados do setor "mais robustos". Ele destacou que, considerando os dados do comércio varejista geral e ampliado, entre as dez atividades pesquisadas, apenas uma registrou queda nas vendas em outubro ante setembro (veículos). Na comparação com outubro do ano passado, apenas os materiais de construção registraram retração nas vendas.

Para Pereira, "o que vem sustentando esses resultados é o aumento da renda e da massa salarial, a manutenção do emprego, os incentivos governamentais para vários segmentos, os juros básicos em patamar inferior ao ano passado, o retorno do crédito com prazos alongados e o câmbio, que está barateando produtos importados e também elevando o consumo". Segundo Pereira, com o retorno do crescimento da economia, "os efeitos desses fatores vão ficando mais evidentes".

Tudo o que sabemos sobre:
vendasvarejoIBGEsupermercados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.