IBM anuncia 500 demissões e licença não remunerada de 3 mil

A fabricante de computadores IBM demitiu 500 funcionários e anunciou que 3 mil terão de tirar uma semana de licença não remunerada no próximo mês. A informação foi confirmada pelo porta-voz da companhia, Jeffrey Couture. Os empregos eliminados estão entre os cargos mais bem pagos da unidade da companhia em Essex Junction, estado de Vermont; mas, segundo Couture, não deverão afetar a força produtiva da fábrica. A planta produz microprocessadores e chips de alta velocidade, que também são pesquisados e desenhados ali. Antes das demissões, a IBM empregava pouco menos de 7 mil pessoas em Vermont, e diversas companhias na região dependem de contratos e negócios fechados com a IBM. No entanto, o negócio de microeletrônicos sofreu forte queda nos últimos meses, sendo que a IBM perdeu dinheiro no segmento durante o segundo trimestre - embora a companhia como um todo tenha fechado o período com lucros, segundo fontes que acompanham a empresa.Na semana passada, o governador do estado, James Douglas, disse que as conversações com a IBM não haviam avançado, e deu a entender que demissões seriam anunciadas. Os cortes somam-se à decisão da companhia anunciada no fim de julho de reduzir o número de horas trabalhadas para cerca de 2,4 mil funcionários. No ano passado, a IBM demitiu 988 trabalhadores na fábrica de Essex Junction como parte do plano de reestruturação da divisão de microeletrônicos, que desenha e fabrica microchips. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.