Ibovespa não sustenta alta e amplia perdas da véspera

Índice perdeu 0,66%, para 62.444 pontos. O volume financeiro ficou em R$ 6 bilhões

Reuters, REUTERS

14 de dezembro de 2007 | 19h00

Após um pregão volátil, a Bolsa de Valores de São Paulo (bovespa) terminou o dia em queda, ampliando as perdas da véspera. O Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, perdeu 0,66%, para 62.444 pontos. O volume financeiro ficou em R$ 6 bilhões. Na quinta-feira o índice tinha caído 2,9%, impactado pelas dúvidas decorrentes da não aprovação da CPMF e acerca do plano divulgado por bancos centrais para lidar com a questão da liquidez global. O pregão desta sexta-feira iniciou em alta, com o Ibovespa fazendo os ajustes ante a alta em Wall Street após o fechamento da Bovespa na quinta-feira. Mas o índice alternou entre os terrenos positivo e negativo ao longo do dia conforme ganhavam destaques o desempenho de blue chips ou a queda em Wall Street se acentuava. "A alta que tínhamos aqui era bem fraca, com o intraday oscilando muito, não era uma alta firme. Tivemos um pouco de recuperação ante a forte queda de ontem. Conforme as dúvidas aqui sobre a CPMF e as preocupações lá fora diminuírem, a tendência deve ficar mais clara", afirmou a analista Kelly Trentin, da corretora SLW.   Destaques A maior alta do Ibovespa no dia ficou com o Banco do Brasil, que disparou 6,42%, para R$ 31,50. O banco divulgou antes do pregão a preficicação dos papéis de emissão secundária do banco em R$ 29,25, que começam a ser negociados na segunda-feira. Assim investidores aproveitaram para inflar o preço do papel para ganhar com a oferta secundária, que movimentará inicialmente R$ 3 bilhões. Os pedidos de reserva de investidores de varejo foram integralmente atendidos até R$ 5.996. A segunda maior alta do dia ficou com a Embraer, que avançou 3,59%, a R$ 21,35. Nesta sexta-feira, a empresa divulgou que atingirá as metas de entregas de 2007 e que prevê aumento de 25% no faturamento da empresa em 2008. As blue chips Petrobras e Vale, que ajudaram a segurar a alta do índice na parte da tarde, fecharam em queda. Os papéis da estatal perderam 1,34%, para R$ 81,20, e os da mineradora caíram 0,5%, para R$ 49,55. Nos Estados Unidos, os principais índices operavam em queda de cerca de 1%, repercutindo o aumento maior que o previsto nos preços ao consumidor, o que gerou maiores incertezas sobre um novo corte da taxa básica de juros pelo Federal Reserve.

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.