IBS garante a Mantega que não faltará aço no Brasil

A diretoria do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS) garantiu hoje ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que não existe "qualquer possibilidade de ocorrer problemas no abastecimento (de aço) no mercado interno, tendo em vista que a capacidade de produção do setor é cerca de 60% superior à demanda interna", conforme nota divulgada hoje pela entidade. Segundo a nota, "apesar do expressivo aumento da demanda dos principais setores consumidores de aço em 2007, não se registraram problemas de abastecimento".O IBS apresentou projeções ao ministro da Fazenda, prevendo que a produção de aço no Brasil deverá crescer cerca de 11% em 2008, alcançando 37,6 milhões de toneladas de aço. "Esse crescimento deve superar em mais de 30% o aumento previsto para o consumo doméstico", sustenta o IBS. "Com isso o setor preserva sua capacidade de atendimento ao mercado interno e poderá aumentar ainda em cerca de 20% o seu volume de exportação", complementa a nota. No ano passado, o setor "atendeu plenamente a demanda interna, cujo crescimento foi da ordem de 18,9%" e ainda exportou 10,3 milhões de toneladas de produtos, no valor de US$ 6,6 bilhões.O IBS apresentou também ao ministro o programa de investimentos para aumento da capacidade produtiva do setor. Considerando apenas os projetos em andamento, o investimento total é de US$ 26 bilhões, aumentando a capacidade instalada de 41 milhões de toneladas para 55,1 milhões em 2012, conclui o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.