Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Icap quer estar entre líderes em homebroker no Brasil em 2009

A corretora de valores britânica Icap, que se apresenta como a maior do mundo, lança seu serviço de homebroker no Brasil nesta segunda-feira com uma campanha agressiva de preços de corretagem, com a qual pretende atingir a liderança do setor no país.

REUTERS

18 de maio de 2009 | 07h28

"Vamos estar as 5 primeiras já até dezembro", disse à Reuters Paulo Levy, que deixou a Ágora, hoje a líder brasileira em homebroker, para comandar as operações da Icap no Brasil, liderando um time de 35 profissionais.

Só em tecnologia, o investimento inicial foi de 5 milhões de dólares, disse o executivo.

A visão da Icap, que fincou pé no país em novembro, com a compra da Arkhe, uma das cinco maiores corretoras na BM&F, é de que o mercado doméstico de corretoras para o varejo ainda é subexplorado, apesar do forte crescimento dos últimos anos.

"Hoje cerca de 500 mil pessoas operam neste mercado, que tem um potencial de 10 milhões de clientes", afirmou.

O chamariz da Mycap, nome do homebroker da Icap no país, é um sistema de tarifas em que o cliente decide quanto quer pagar de corretagem pelas operações realizadas, numa faixa de 5 a 20 reais.

"Será uma estratégia de preço muito original", disse Levy, acrescentando que a corretora vai operar nos mercados de bolsas de valores de derivativos, negociados na BM&F.

A Icap opera em 35 países, onde suas corretoras movimentam diariamente o equivalente a 2,3 trilhões de dólares.

(Por Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
MERCADOSCORRETORAESTREIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.