Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Levy defende adoção de idade mínima para aposentadoria

Ministro afirmou que o momento para adotar sistema 'parece oportuno' e que o 'governo tem urgência em analisar' a questão

BERNARDO CARAM E LORENNA RODRIGUES, O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2015 | 11h37

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, defendeu a implementação da idade mínima para aposentadorias. Ao comentar sugestões feitas para a economia brasileira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o ministro disse que a adoção do sistema "parece oportuno" e que o "governo tem urgência em analisar".

Levy também voltou a bater na tecla da simplificação tributária. Ele afirmou que o governo vai enviar "brevemente" ao Congresso o projeto de reforma do PIS/Cofins. Defendeu também a importância da simplificação do ICMS. "No Brasil, os impostos indiretos são maiores que em outros lugares, proporcionalmente", disse. "Questão de simplificação não é de agora, é histórica, mas continua na linha de frente", ressaltou.

"Simplificação da tributação, junto com maior aceso ao crédito são caminhos para desconcentrar a economia e a aumentar a concorrência", disse. O ministro afirmou que é importante uma maior abertura da economia brasileira. "Só quando a gente abre para novas empresas e iniciativas que a gente cresce", disse, destacando que isso precisa vir com previsibilidade fiscal.

Levy afirmou ainda que há entendimento da importância de se fazer a desvinculação das receitas da União, de maneira de dar mais liberdade de o governo organizar o orçamento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.