Idec: cai índice de soja transgênica nos alimentos

A contaminação de alimentos nacionais com soja transgênica caiu no último ano. Estudo do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) mostrou que, de 22 produtos analisados, nenhum tinha mais de 0,1% de soja transgênica. Na Europa, só é obrigatória a rotulagem como alimento transgênico quando a contaminação supera 1%. Em 2000, os testes do Idec apontaram três produtos nacionais acima desse limite. Os testes para outros transgênicos foram negativos.Em compensação, os quatro produtos importados analisados este ano estavam contaminados. Os dois procedentes dos Estados Unidos ultrapassavam até os limites europeus: o leite de soja ProSobee e o macarrão instantâneo sabor galinha Cup Noodles. Com menos de 1% de transgênicos estão os leites de soja Supra Soy, da Bélgica, e o Aptamil, argentino. Os produtos nacionais com contaminação inferior a 0,1% são: Nestogeno com soja, sopa Knorr de milho verde, broinha de milho Yoki e a mistura de cereais In Natura.A direção do Idec destacou que até produtos reincidentes apresentaram contaminação menor este ano pelos esforços dos fabricantes para identificar a origem e eliminar o problema. A Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação pediu a aprovação urgente de normas nacionais sobre a rotulagem de transgênicos.

Agencia Estado,

05 de abril de 2001 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.