Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Idec: distribuidor de água apresenta irregularidade

As distribuidoras de água mineral não passaram no teste realizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). A falta de transporte adequado - que, segundo o Idec, pode comprometer a qualidade da água - e a não apresentação do certificado de vistoria expedido pela Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo foram os principais problemas encontrados. O teste foi realizado pelo Instituto para avaliar a qualidade de dez marcas de água mineral, vendida em garrafões de 20 litros, e a sua respectiva distribuição (veja resultado no quadro abaixo). A única marca reprovada foi a Atibaia, da concessionária Fonte Pedra Grande, que apresentou uma bactéria.Embora a qualidade da água tenha sido avaliada como muito boa, nenhuma distribuidora apresentou condições mínimas para entrega dos garrafões, analisa Murilo Diversi, pesquisador do Idec. "Encontramos alguns absurdos, como distribuidoras que entregavam os garrafões em carrinhos de mão, motocicletas e veículos abertos sem o mínimo de higiene."Segundo ele, a entrega de água deve seguir os mesmos critérios usados no transporte de alimentos, do contrário compromete a qualidade do produto. "As distribuidoras devem utilizar veículos fechados com isolamento térmico, estrados plásticos e sem contato entre a cabine do condutor e a área de carga. Ou seja, de acordo com as práticas de higienização."Outro problema encontrado, que também pode ter relação e até se agravar com a falta de cuidado no transporte, foi o vazamento dos garrafões. O Idec constatou vazamento em 80% das marcas analisadas. Segundo o Instituto, este é um problema de responsabilidade das concessionárias - empresas autorizadas pelo Ministério das Minas e Energia a pesquisar, captar, industrializar, engarrafar e vender a água. Além disso, o Idec informa que 90% das marcas analisadas apresentaram algum tipo de irregularidade em seus rótulos e 40% delas não oferece Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). O resultado do teste comprovou também que 30% das distribuidoras de água não possuem nota fiscal. "Mesmo pedindo, muitas apresentaram talão de pedido porque simplesmente não tinha a nota, o que é bem diferente", afirma Murilo Diversi. O Idec aconselha a não aceitar garrafões entregues em veículos impróprios e verificar se o recipiente está devidamente lacrado e sem vazamentos. "Caso a distribuidora não esteja cumprindo as normas de higiene, o consumidor deve exigir a troca imediata do garrafão e, em caso de recusa, procurar outra distribuidora", orienta o pesquisador do Instituto.Qualidade de dez marcas de água em garrafões de 20 litrosMarcaMarcaRotulagemEmbalagemSACExames laboratoriaisMicrobiológicofísico-químicoLindoya BioleveMuito bomMuito bomBomMuito bomMuito bomHimalaiaMuito bomRegularMuito bomMuito bomMuito bomLindoya GenuínaMuito bomMuito bomRegularMuito bomMuito bomIndaiáMuito bomRegularBomMuito bomMuito bomSanta BárbaraBomRegularBomMuito bomMuito bomPilarBomRuimRegularMuito bomMuito bomMogianaMuito bomRegularMuito ruimMuito bomMuito bomPremiataMuito bomRegularMuito ruimMuito bomMuito bomEstânciaMuito bomRuimMuito ruimMuito bomMuito bomAtibaiaEliminada do teste por ter apresentado uma bactéria

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.