IDV: varejo deve fechar o mês com alta de 3% nas vendas

A expectativa do varejo para as vendas no mês de novembro no País é de alta de 3% em relação a novembro de 2010, aponta o Índice Antecedente de Vendas (IAV) do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), divulgado hoje. As projeções para dezembro deste ano e janeiro de 2012 são de crescimento do volume de vendas de 3,2% e de 5%, respectivamente, sobre dezembro de 2010 e janeiro de 2011.

AE, Agencia Estado

28 de novembro de 2011 | 18h19

Na análise por segmentos, o de bens não-duráveis deve registrar queda de 1,7% nas vendas em novembro, mas mostrará recuperação em seguida, com alta de 1,6% em dezembro e crescimento de 2,9% em janeiro, na comparação com os mesmos meses dos anos anteriores.

As vendas de semiduráveis, por sua vez, devem crescer 6,1% em novembro, 2,1% em dezembro e 3,8% em janeiro, ante os mesmos períodos dos anos anteriores. No segmento de bens duráveis, as projeções são mais positivas, com expectativa de alta de 9,7% nas vendas em novembro, 7,5% em dezembro e 10,3% em janeiro, na mesma base de comparação. O IAV projeta as expectativas de vendas das 35 empresas varejistas que fazem parte do IDV.

Tudo o que sabemos sobre:
varejovendasnovembro 2011IDV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.