Iedi: investimento atual ocorre com baixo endividamento

Pesquisa do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) com 156 companhias de capital aberto indica que o atual ciclo de investimento está sendo realizado com baixo endividamento, segundo o conselheiro do Iedi e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda Júlio Sérgio Gomes de Almeida. O endividamento líquido sobre o capital próprio delas foi em média de 0,37 em março deste ano. "As empresas têm grande capacidade de se endividar", afirmou Gomes de Almeida em seminário no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre financiamento de longo prazo.LucroA pesquisa mostrou também que o aumento do lucro líquido entre março de 2007 e março de 2008 foi de 6%. No subgrupo de 106 empresas industriais pesquisadas, com exceção da Petrobras, porém, no mesmo período houve um queda de 27% no lucro líquido. "Ou o aumento da inflação vai ser ainda mais alto ou as empresas este ano vão ter uma lucratividade menor", disse o conselheiro do Iedi e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda Júlio Sérgio Gomes de Almeida, sobre esse subgrupo.No período de março de 2002 a março de 2008, para todo o conjunto de empresas grandes, a pesquisa apontou aumentos médios anuais (março de um ano em comparação com março do ano anterior) de ativos (+13%); receita líquida (+21%) e lucro líquido (+34%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.