bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Iene recua ante dólar com otimismo sobre Crimeia

O iene se desvalorizou ante outras moedas importantes durante o pregão asiático nesta segunda-feira em meio a um otimismo cauteloso de que as tensões geopolíticas entre a Rússia e o Ocidente em relação à Crimeia não vão ficar muito piores.

AE, Agencia Estado

24 de março de 2014 | 06h44

Na sexta-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou o projeto de lei que estabelece a anexação da Crimeia ao território russo e o Kremlin enviou sinais contraditórios sobre a possibilidade de Putin fazer retaliações contra o Ocidente, em função das sanções comerciais que a Rússia vem sofrendo.

Hoje, membros do G-7 se reunirão em Haia para discutir os movimentos recentes na Rússia e na Ucrânia.

"Há uma visão crescente de que novas sanções não serão tão agressivas", disse Motonari Ogawa, investidor sênior do Barclays Bank, em Tóquio.

Os temores em relação à redução do programa de compra de ativos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) perderam força. Na semana passada, alguns membros do Fed sinalizaram que a taxa de juros poderia avançar antes do previsto anteriormente.

Um novo sinal de enfraquecimento da atividade manufatureira da China foi publicado no início da sessão. A preliminar do índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China caiu para 48,1 em março ante 48,5 em fevereiro.

Às 4h15 (de Brasília), o dólar operava a 102,47 ienes, de 102,24 ienes no fim da tarde de sexta-feira. No mesmo momento, o euro era negociado a 141,38 ienes, de 140,82 ienes, e a US$ 1,3798, de US$ 1,3794. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ienedólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.