coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

IGP-DI de fevereiro deve ficar entre 0,10% e 0,25%

A semana para os indicadores de inflação termina hoje, com a divulgação do IGP-DI de fevereiro. No final da tarde, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) revelará a taxa de inflação medida por este indicador. No mercado, a expectativa é de que a média de preços ao mercado interno feche fevereiro com uma variação entre 0,10% e 0,25%.Dentre os analistas ouvidos pela Agência Estado, a maioria acredita que a inflação medida pelo IGP-DI ficará na ponta inferior das previsões. Em janeiro, a taxa registrada foi de 0,19%. Segundo a analista da Tendências Consultoria Integrada, Marcela Prada, que espera uma variação de 0,10% do IGP-DI, os preços agrícolas, que atingiram altas consideráveis no mês passado por causa do desequilíbrio climático - seca no Sul do País e excesso de chuvas nas demais regiões do País - é que vão contribuir para o recuo dos preços em fevereiro"Nossa expectativa é de que o IPC do IGP-DI recue em fevereiro para algo em torno de 0,20% ante a alta de 0,79% apurada em janeiro", prevê a analista. O Banco Safra, segundo o economista Juliano Sucupira Cecílio, espera uma inflação de 0,25%, o teto das previsões do mercado.Estão ainda entre as instituições que esperam uma variação de 0,10% para o IGP-DI o Lloyds TSB, o BicBanco, o BBV Banco e o ABN Real Amro Bank. O Citibank, segundo seu Departamento Econômico, espera uma taxa de 0,20% para o IGP-DI de fevereiro. A mesma taxa é aguardada pelo economista sênior do BankBoston, Marcelo Cypriano. O economista Aquiles Mosca, do ABN Asset Management, trabalha com um intervalo de 0,15% e 0,20% para o IGP-DI.

Agencia Estado,

07 de março de 2002 | 08h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.