IGP-DI registra deflação de 0,67%

O Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI) de maio registrou deflação de 0,67%, a menor taxa desde setembro de 1995 (-1,08%), informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Essa deflação é maior do que o mercado esperava, entre -0,18% e -0,60%. O núcleo da inflação (cálculo que exclui variações exageradas que podem distorcer o índice cheio) ficou em 1,05%, resultado inferior ao de abril, de 1,20%.Os preços ao consumidor (IPC) continuaram positivos em 0,69% em maio, bem inferiores ao resultado de abril de 1,12%. No atacado (IPA), a variação de preços foi de -1,68% e representou desaceleração de 1,75 ponto porcentual em relação a abril. O índice da construção civil (INCC) ficou em 2,84% e foi o único a registrar elevação na comparação com abril, que ficou em 0,90%. Neste ano, o IGP-DI acumula alta de 5,25% e, em 12 meses, 30,05%. O IGP-DI é calculado uma vez por mês. A coleta de preços é realizada do primeiro ao último dia de cada mês. Este é o índice utilizado para corrigir contratos de serviços com preços administrados, como energia elétrica e telefonia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.