IGP-M de novembro fecha em 0,29%

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) do mês de novembro ficou em 0,29%, segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV). As taxas que compõem o IGP-M apresentaram a seguinte variação no mês: o Índice de Preços ao Atacado (IPA) ficou em 0,36%, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) fechou em (0,14%) e o Índice Nacional da Construção Civil (INCC) em 0,29%. O IGP-M de novembro ficou dentro da expectativa da FGV, que previa uma taxa entre 0,25% e 0,30%. A inflação medida pelo IGP-M deverá interromper sua trajetória de queda no mês de dezembro, quando deverá ficar em torno de 0,50%, segundo projeção do chefe do Centro de Estudos de Preços da FGV, Paulo Sydney Melo Cota. No acumulado do ano, Cota acredita que o IGP-M ficará na casa dos 10%. De acordo com Cota, no mês de dezembro o IGP-M sofrerá impacto das tarifas públicas e também do aumento dos combustíveis verificado em novembro. Mas a alta do IGP-M em dezembro será compensada pela queda dos preços agrícolas, disse Cota. Sobre o repique da inflação em dezembro, Cota afirmou: "Não existe inflação de demanda. Existe inflação pelas tarifas e pelos preços administrados".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.