IGP-M deve desacelerar no acumulado até junho, diz FGV

O superintendente adjunto de Inflação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros, afirmou nesta quinta-feira, 29, que, ao contrário do que deve ocorrer com a taxa mensal do IGP-M em junho - cuja expectativa é de aceleração - o índice acumulado em 12 meses vai desacelerar. Em maio, o IGP-M caiu 0,13% ante o mês anterior, mas acumulou alta de 7,84% em 12 meses. Em abril, a taxa acumulada em 12 meses havia sido de 7,98%.

DENISE ABARCA, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 17h21

A expectativa de arrefecimento da taxa em 12 meses é explicada pelo fato de que em junho de 2013 o IGP-M foi de 0,75% na margem, e essa taxa sairá do cálculo no próximo mês. "Certamente em junho teremos um IGP-M abaixo disso", afirmou Quadros, acrescentando que a tendência é de um retorno gradual do indicador para uma faixa entre 5% e 6% no acumulado em 12 meses.

Tudo o que sabemos sobre:
IGP-MFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.