IGP-M fecha o ano com alta de 7,75%

O Índice Geral de Preços do Mercado(IGP-M) subiu 1,76 por cento em dezembro, o que fez o indicadorencerrar o ano com alta de 7,75 por cento, acima dasestimativas do mercado. A variação registrada em dezembro ficou bem acima do avançode 0,69 por cento de novembro, e superou ligeiramente aestimativa de analistas consultados pela Reuters, que apostavamem uma alta de 1,68 por cento para o indicador no último mês de2007. Boa parte da alta de dezembro pode ser creditada aocomportamento dos preços no atacado. O indicador deste segmento--o IPA-- subiu 2,36 por cento, ante alta de 0,97 por cento emnovembro. Os preços dos alimentos responderam em grande medida pelaalta expressiva do IPA no mês. O mesmo foi verificado no Índice de Preços ao Consumidor(IPC), que fechou dezembro com alta de 0,67 por cento, ante oavanço de apenas 0,04 por cento em novembro. "Quatro das sete classes de despesa componentes do índiceapresentaram acréscimos em suas taxas de variação", informou aFGV em comunicado divulgado nesta quinta-feira. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação, comalta de 1,73 por cento. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registroualta de 0,43 por cento, depois da alta de 0,48 por cento emnovembro. A alta de 7,75 por cento apurada pelo IGP-M em 2007 ficoubem acima da variação verificada em 2006, quando o índice subiu3,83 por cento, e superou a mediana e a média de oitoestimativas de analistas consultados pela Reuters, queesperavam um avanço de 7,5 por cento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.