Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

IGP-M registra a menor taxa desde julho deste ano, aponta FGV

Preços no atacado acumulam alta de 6,98% em 12 meses; resultado do IPA também é o menor desde julho

Alessandra Saraiva, da Agência Estado ,

29 de novembro de 2007 | 08h14

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) desacelerou e subiu 0,69% em novembro, ante alta de 1,05% em outubro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 29. O índice registrou a menor taxa desde julho deste ano, quando teve aumento de 0,28%. O Índice de Preços por Atacado (IPA), um dos medidores do IGP-M, acumula elevações de preços de 6,67% no ano e de 6,98% em 12 meses, segundo a FGV.  O Índice de Preços por Atacado (IPA) subiu 0,97% em novembro, ante avanço de 1,42% em outubro, segundo a fundação. Este também foi o menor resultado desde julho deste ano, quando o IPA subiu 0,26%. Já o índice de Preços ao Consumidor (IPC) avançou 0,04%, frente ao ganho de 0,28% no mês anterior. O índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou alta de 0,48%, depois da alta de 0,49% no mês passado.  Por sua vez, o IPC-M de novembro, que registrou alta de 0,04%, registrou a menor taxa desde julho de 2006, quando o índice caiu 0,08%. Já o INCC-M, que teve aumento de 0,48% em novembro, apresentou a menor taxa desde setembro deste ano, quando o INCC-M subiu 0,39%. Agrícolas De acordo com a fundação, os preços dos produtos agrícolas no atacado acumulam elevação de 17,25% no ano, e têm alta de 17,60% em 12 meses até novembro. Já os preços dos produtos industriais registram aumentos acumulados de 3,19% no ano e de 3,49% em 12 meses, até novembro. Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais registram aumentos acumulados de 4,55% no ano e de 4,38% em 12 meses até novembro. Por sua vez, os preços dos bens intermediários têm altas acumuladas de 4,28% no ano e de 4,40% em 12 meses. Já os preços das matérias-primas brutas acumulam alta de 13,77% no ano, e registram aumento acumulado de 15,11% em 12 meses. (Com informações da Reuters)

Tudo o que sabemos sobre:
IGP-Minflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.