IGP10 fica em 0,51%

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços dos dez primeiros dias do mês (IGP-10) de dezembro ficou em 0,51%. O índice acumulou alta de 10,26% em 2000. Segundo o chefe do Centro de Estudos de Preços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Paulo Sidney Melo Cota, os produtos agrícolas no atacado tiveram deflação de 0,68% e, no varejo, o grupo alimentação também teve queda de 0,50%. Já os produtos industriais no atacado subiram 0,96%, puxados pelos combustíveis, e elevaram o Índice de Preços no Atacado (IPA) para 0,46%. No atacado, a gasolina subiu 5%; o óleo diesel, 5,8%; e os óleos combustíveis, 4,3%. O reajuste dos combustíveis também pesou no Índice de Preços ao Consumidor (IPC), em que o grupo Transporte terminou o período em alta de 2,8%. O IPC subiu 0,64% no mês. O grupo Habitação subiu 1,1% e o de Vestuário, 0,6%. O terceiro índice que forma o IGP-10, o Índice Nacional da Construção Civil, ficou em 0,45%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.