Igualdade de oportunidades é uma meta, diz Rosengren do Fed

Uma autoridade do Banco Central norte-americano (Fed) disse neste sábado que a igualdade de oportunidades é uma meta social digna que ainda não foi atingida nos Estados Unidos.

REUTERS

18 de outubro de 2014 | 11h04

O presidente do Fed de Boston, Eric Rosengren, não comentou a política monetária ou a previsão econômica em suas observações em conferência sobre desigualdade.

Falando sobre comentários de sexta-feira feitos pela presidente do Fed, Janet Yellen, Rosengren disse que "pobreza concentrada e intergeracional" sugere que a desigualdade de oportunidade é uma questão comunitária que, estudos mostram, pode ser aliviada por intervenções sociais e educacionais.

"Enquanto a desigualdade de renda pode ser uma questão de alguma forma controversa, a maioria das pessoas --mesmo a maioria dos economistas-- concordam que a igualdade de oportunidades é uma meta digna", disse ele em conferência do Fed de Boston sobre o tema.

"Ainda assim, a sociedade tem falhado em direcionar a meta de igualdade de oportunidade."

(Reportagem de Jonathan Spicer)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFED*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.