finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

IIF: 90% dos bancos devem aderir a haircut para Grécia

Charles Dallara, diretor do Instituto Internacional de Finanças (IIF), disse estar confiante que 90% dos bancos que fazem parte do grupo participarão do programa de reestruturação da dívida da Grécia, que prevê um corte (haircut) de 50% no valor dos bônus gregos detidos por credores privados.

ÁLVARO CAMPOS, Agencia Estado

30 de outubro de 2011 | 08h43

A informação consta em uma entrevista divulgada hoje pelo jornal semanal alemão Welt am Sonntag. "Eu estou muito otimista que mais de 90% dos bancos vão participar", teria dito Dallara. Não ficou claro, entretanto, se outras instituições financeiras, como seguradoras, por exemplo, também vão aderir ao programa. "Ainda é preciso certa persuasão nesse campo", comentou.

Os líderes europeus chegaram a um acordo na madrugada da última quinta-feira com os credores privados da Grécia, segundo o qual os bônus antigos serão trocados por novos títulos, com um haircut de 50%. Mas alguns detalhes desse plano ainda não estão definidos. Segundo Dallara, o acordo só foi possível após a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, oferecer uma garantia de 20% a 30% para os novos bônus gregos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EuropacriseGréciahaircutbancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.