Imcopa recebe aval de credores para reestruturação

Maior esmagadora de soja de capital nacional tem uma dívida total de cerca de US$ 500 milhões

Gerson Freitas Jr., O Estadao de S.Paulo

19 de junho de 2009 | 00h00

Maior processadora de soja de capital nacional, a paranaense Imcopa anunciou ontem ter obtido o aval de seus credores para iniciar um plano de reestruturação. Segundo a empresa, 95,4% dos credores da emissão de eurobônus de US$ 100 milhões, feita em 2006, aceitaram que a empresa quebrasse algumas cláusulas de desempenho financeiro. Em contrapartida, a empresa efetuou o pagamento integral dos juros e conseguiu manter novembro como prazo de vencimento da dívida - esse prazo poderia ser antecipado por conta do não cumprimento das regras da emissão.Segundo o diretor de operações da Imcopa, José Enrique Traver, os investidores também autorizaram a esmagadora a usar parte de seu patrimônio como garantia para a prorrogação ou captação de financiamentos, o que era vetado. "Isso foi muito importante, porque estamos em processo de renegociação com os bancos", explicou. A empresa conseguiu, além disso, um prazo de 120 dias para propor um plano de reestruturação.Além dos US$ 100 milhões em eurobônus, a Imcopa deve aproximadamente US$ 400 milhões para bancos estrangeiros em financiamentos de curto prazo. Com a disparada do dólar no ano passado, a empresa enfrentou dificuldades para honrar seus pagamentos, sendo obrigada a iniciar um plano de reestruturação da dívida. Traver disse que as perspectivas da empresa são hoje bem mais favoráveis do que no fim do ano passado, já que o real voltou a se valorizar em relação ao dólar. "Dos quase R$ 240 milhões que tivemos de prejuízo com a perda cambial no ano passado, já recuperamos cerca de R$ 140 milhões", disse.Mesmo assim, a Imcopa não descarta pedir uma prorrogação do prazo dos eurobônus para além de novembro. "Vai depender do resultado da negociação da dívida restante com os bancos", explicou o diretor de operações. Com um esmagamento de soja da ordem de 1,6 milhão de toneladas, a Imcopa tem um faturamento anual próximo de US$ 1 bilhão. Cerca de 90% da produção é exportada, especialmente para a Europa. A Imcopa é líder mundial na produção de derivados de soja GMO-free (livre de transgênicos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.