Imec registra alta de 0,31%

O Indicador de Movimentação Econômica (Imec/Fipe-Estadão) encerrou a segunda quadrissemana de outubro com uma ligeira alta de 0,31% em relação à quadrissemana anterior, quando o índice registrou alta de apenas 0,18%. Segundo a técnica do Imec e pesquisadora da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Zeina Latif, esse resultado indica que outubro não deverá registrar o crescimento esperado em torno de 1%. "O Imec em outubro deve ficar estável", afirma.Ela atribui esse desempenho à retração de 3,23% registrada nas consultas para vendas à vista e a prazo. Foi a segunda quadrissemana consecutiva em que o comércio registrou resultado negativo. Além disso, o movimento de passageiros no aeroporto de Congonhas continuou fraco, com recuo de 3,26% na segunda quadrissemana. Em contrapartida, cresceu o movimento de passageiros nos ônibus urbanos (1,92%), nos ônibus intermunicipais (10,92%) e no metrô (2,98%), indicando que o aumento do preço da gasolina forçou a população a usar o transporte coletivo.Apesar dos números estarem mostrando um arrefecimento da atividade, há uma variável cujo desempenho continua firme. O consumo de energia elétrica aumentou 2,08% na segunda quadrissemana e cresceu pela sétima semana consecutiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.