Imobiliária boutique ganha espaço no mercado

Focadas em um nicho, elas oferecem imóveis com vista privilegiada e construções que até parecem obra de arte

Roberta Cardoso/ Especial para O Estado de S. Paulo,

27 de maio de 2014 | 18h59

SÃO PAULO - A escolha do imóvel, seja para alugar ou comprar, é uma etapa importante da vida. Atender exatamente todas as expectativas de quem sonhou com este momento é o trabalho que algumas imobiliárias especializadas estão fazendo. Trata-se de um nicho que atua fora da curva do setor imobiliário. Para eles, não basta oferecer uma casa ou um apartamento. O imóvel tem que ser especial.

"Rotulamos de imóveis especiais aqueles que possuem um elemento de encantamento. Pode ser o charme da rua,  da vista, uma construção assinada por um arquiteto contemporâneo ou que tenha relevância na cidade. Não tem a ver com grana. Isso não quer dizer que é para poucos", explica  José Eduardo Cazarin, fundador da Axpe Imóveis Especiais.

Imobiliária boutique. A Axpe foi pioneira ao trabalhar com um nicho até então não atendido pelo mercado. Fundada em 2004 por um publicitário, firmou-se por oferecer imóveis com características que nem sempre acompanham os lançamentos em massa. "Nós trabalhamos com o conceito de um olhar estético específico, que prioriza o design, a arquitetura, que tenha uma organização diferente", explica o fundador.

O atendimento é outro diferencial.  A Special Properties, imobiliária fundada em 2012 por Marcelo Duque, também atua no nicho de imóveis especiais.  Além de contar com uma equipe enxuta formada por pessoas que não atuavam no setor, com formação em direito, arquitetura, publicidade, entre outros, há uma forte atuação via redes sociais. "Aqui, não chamamos de corretor. Temos "personal home", um profissional que atua para atender todas as expectativas e necessecidades dos clientes. Eles são treinados para dar um atendimento mais personalizado. Não à toa frequentam os mesmos lugares e até se confundem com o perfil de clientes que temos", diz Duque.

Esses tipos de negócios têm em comum o cuidado com a cartela de imóveis que trabalha. Isso não quer dizer que lançamentos de grandes construturas não façam parte do portifólio de imóveis que comercializam ou alugam. Mas, diferente das imobiliárias tradicionais, estes imóveis são mais raros. "Nosso foco são as unidades com diferenciais.  Não importa se o imóvel custa milhões. Se ele não tiver algo diferente, não trabalhamos", explica Cazarin.

Além de uma curadoria estética apurada, pesa também a localização dos imóveis. E nesse quisito, Ana Paula Zacharias, da Zac Imóveis, não descuida.  "Nossos treinamentos de equipe incluem  aulas sobre o bairro. O corretor tem que ser um especialista no bairro também. Até porque o cliente muda conforme o bairro. Um cliente que procura algo no Jardins tem um perfil muito diferente dos que procuram na Vila Madalena, por exemplo", explica.

Tudo o que sabemos sobre:
Top Imobiliárioimóveisimobiliária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.