Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Imóveis de alto padrão em São Paulo

Ruas arborizadas, infra-estrutura completa e predominância de casas. Com esses atributos, os bairros Alto da Lapa e Alto de Pinheiros parecem estar localizados em regiões muito distantes do agitado cotidiano paulistano. Mas ambos estão na zona oeste de São Paulo, muito próximos dos principais centros comerciais, empresariais e financeiros da cidade.Ao caminhar pelas principais vias tanto do Alto da Lapa quanto do Alto de Pinheiros é fácil avistar o surgimento de edifícios em meio à paisagem, porém, isso não significa que esses bairros estejam sendo verticalizados; muito pelo contrário, ambos possuem boas áreas protegidas pela lei de zoneamento, que não permite a construção de prédios altos.De acordo com dados da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp), de abril de 1999 a março deste ano, no Alto da Lapa, por exemplo, foram lançadas 1.504 unidades, sendo a maioria apartamentos com quatro dormitórios. Já no Alto de Pinheiros, no mesmo período, foram colocados à venda 20 novas unidades, todas de quatro dormitórios ou mais.OfertasAs perspectivas deste ano são de um número expressivo de lançamentos nesses bairros. "Só no Alto de Pinheiros, estamos lançando quatro empreendimentos de médio e alto padrão", diz o diretor de marketing da Abyara, Rogério Santos. O Espaço A é um dos edifícios que a Abyara está vendendo no Alto de Pinheiros. São unidades com quatro suítes, com 225,89 metros quadrados de área útil, a preço médio de R$ 670 mil."O público dessa região é muito especial, exige empreendimentos de médio e alto padrão, e todos os lançamentos que fizemos lá foram sucesso de vendas", comenta o vice-presidente da Coelho da Fonseca, Sérgio Luiz dos Santos Vieira. O lançamento que a Coelho da Fonseca estará oferecendo ao público, a partir do dia 18, no Alto da Lapa, será o condomínio Spazio Dell´Acqua, o qual oferecerá apartamentos de três e quartos dormitórios, com áreas úteis que variam de 111 a 165 metros, com preços a partir de R$ 299 mil. Outro condomínio de médio a alto padrão à disposição é o Les Jardins, de incorporação da Tecnisa, no Alto de Pinheiros. Além das unidades de quatro dormitórios, o edifício tem apartamentos duplex, no andar térreo. "Estamos inaugurando esse estilo de viver, é uma verdadeira casa, em um prédio", explica o diretor comercial, Waldemar Vianna. Com 396 metros quadrados de área útil, cada unidade custa a partir de R$ 762.500,00. "Estamos em uma região maravilhosa, que merece empreendimetos de alto estilo", atesta Viana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.