Imóvel novo em SP ficou 20% mais caro 2013, diz Secovi

O preço dos imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo teve alta nominal em torno de 20% ao longo de 2013, de acordo com números divulgados nesta terça-feira, 11, pelo Sindicato da Habitaçao de São Paulo (Secovi-SP).

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2014 | 12h33

Na avaliação do presidente do Sindicato, Cláudio Bernardes, esse crescimento foi puxado pelo aumento da participação dos imóveis de apenas um dormitório no total de unidades comercializadas. "Apesar do valor total desse imóvel ser menor, o valor por metro quadrado é maior", explicou durante entrevista coletiva de imprensa.

Bernardes também atribuiu o aumento no preço dos imóveis à escassez de terrenos e à sua consequente valorização. Em relação à demanda, o representante do sindicato disse que ela está saudável e ficou em linha com a oferta. Em 2013, os lançamentos atingiram 33.198 unidades, enquanto as vendas foram de 33.319.

Tudo o que sabemos sobre:
Secovilançamentos2013SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.