Imóvel popular lidera vendas em feira de SP

Mais de R$ 300 milhões foram concedidos em financiamento nos quatro dias do Salão Imobiliário São Paulo, encerrado ontem. O evento atraiu 60 mil pessoas ao Parque de Exposições do Anhembi, na capital paulista. "Mostramos que se consolidou um processo de retomada da atividade econômica", diz Eduardo Sanovicz, organizador do evento.

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2009 | 08h52

A presença de imóveis populares foi a principal diferença em relação à última edição do evento. Das 100 mil habitações postas à venda, 48% se enquadravam no programa "Minha Casa, Minha Vida", que facilita a compra de imóveis novos de até R$ 130 mil na capital paulista.

O novo perfil de renda se refletiu nos financiamentos concedidos pela Caixa. Até a tarde de ontem, o banco contratou R$ 145 milhões, para 1.114 pessoas. Desse total, R$ 83 milhões (813 contratos) foram para imóveis do programa. Mas as habitações de médio e alto padrões também tiveram um bom desempenho. "A demanda por financiamentos até R$ 500 mil surpreendeu", diz o gerente de divisão da Nossa Caixa, Alcestes Rebêlo Junior. O banco concedeu R$ 53 milhões em financiamentos e superou em 90% o volume do ano passado. Já o Banco do Brasil, no mesmo estande, financiou R$ 60 milhões, o dobro de 2008. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveisfeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.