Impacto de câmbio deve ser avaliado, diz ministro

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, afirmou nesta quarta-feira, 28, que "é preciso medir" se o patamar do câmbio atual terá impacto favorável à vinda de turistas estrangeiros ao Brasil. "É possível que isso não ocorra. Eles estão contidos na Europa com relação a custos. Em compensação, temos os americanos se recuperando", afirmou.

LAÍS ALEGRETTI E MURILO RODRIGUES ALVES, Agencia Estado

28 de agosto de 2013 | 11h41

"Em 2012, o câmbio estava favorável ao real. Agora o dólar subiu pela recuperação da economia americana", ponderou após apresentar uma pesquisa que apontou que o preço dos produtos e serviços no Brasil foi o item que mais incomodou os estrangeiros no ano passado. Ele afirmou ainda que os estrangeiros que mais reservaram ingressos para a Copa do Mundo de 2014, que ocorrerá no Brasil, foram argentinos e americanos.

O levantamento apresentado hoje é da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e foi divulgado pelo Ministério do Turismo. O quesito preços foi apontado por 56,1% dos entrevistados. Outros fatores com baixo grau de satisfação são a telefonia, com 67,7%, as rodovias, com 70%, os aeroportos, com 73% e a sinalização, com 76,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
Fipeturismoestrangeirosministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.