Importação da China sobe 85% em janeiro

As exportações da China cresceram 21% em janeiro, enquanto as importações deram um salto de 85,5%, graças ao aumento da demanda do país e à elevação dos preços das commodities no mercado internacional. A forte alta das importações também foi influenciada pelo fato de que em 2008 o feriado do ano novo chinês caiu no mês de janeiro, o que reduziu as operações naquele período.

AE, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 08h41

Ainda assim, o resultado ficou acima do que previam grande parte dos analistas e bancos de investimentos e é um indício de que a recuperação chinesa está estimulando a atividade econômica em outras regiões. As exportações do Brasil para o país asiático, por exemplo, tiveram alta de 60,3% no mês passado, para US$ 1,1 bilhão, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. A expansão foi provocada pelos maiores embarques de petróleo, cobre, aviões, plásticos, produtos siderúrgicos, carnes, couros e peles.

Depois de 13 meses de queda, as exportações chinesas registraram a primeira alta em dezembro, de 17,7%. No ano, os embarques caíram 16%, para US$ 1,2 trilhão, valor suficiente para colocar o país asiático no primeiro lugar entre os maiores exportadores do mundo. As importações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.