bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Importação de carros antigos cresce 150%

O dólar barato e o interesse cada vez maior de novos e antigos colecionadores estão facilitando a entrada no Brasil de uma frota de carros antigos, como Corvette, Mustang, Rolls Royce e Bentley, considerados ícones em mercados mundiais. Em três anos, a importação cresceu 150%. Hoje, cerca de 40 veículos clássicos chegam ao País mensalmente, a maioria vinda dos Estados Unidos.Somente este ano, até setembro, foram importadas 207 unidades, ante 88 há três anos. Em 2005, o número passou para 134 unidades e, no ano passado, para 207, segundo cálculos da Federação Brasileira de Veículos Antigos. ''É um acervo histórico que está entrando no País'', define o presidente da entidade, Henrique Thielmann.A valorização do real não é o único fator responsável pelo aumento. ''Ter carro antigo passou a ser um estilo de vida'', diz Ricardo Robertoni, diretor da Private Collections, loja do Jardim Europa, na capital paulista, com 120 modelos à venda.A importação de veículos usados é permitida desde 1994, somente para a finalidade de coleção e pode ser feita apenas por pessoas físicas, informa Saulo Rodrigues Ferreira, despachante aduaneiro que este ano intermediou a importação de 60 modelos. Segundo ele, a média mensal de importações saltou de 20 a 30 unidades para 40 nos últimos três meses.Só em impostos, recolhe-se o equivalente a 110% do preço do carro, fora os custos de frete, embarque e armazenamento. Um veículo que custa US$ 5 mil lá fora chega aqui na casa dos US$ 25 mil. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.