Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Importação de químicos retrai em julho; déficit é de US$ 7,9 bi

Importações em julho somaram US$ 2,5 bilhões, com retração de 26,7% em relação ao mesmo período em 2008

André Magnabosco, da Agência Estado,

13 de agosto de 2009 | 16h16

As transações comerciais externas da indústria química brasileira voltaram a apresentar retração mensal em julho, na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), as importações do setor no mês passado somaram US$ 2,5 bilhões, com retração de 26,7% em relação ao mesmo período do ano passado. As exportações, por sua vez, caíram 19,1% em igual comparação, para US$ 907 milhões.

 

Apesar de os dados de julho ainda refletirem os efeitos do agravamento da crise mundial na economia brasileira, na comparação anualizada, já há sinais de recuperação do setor quando os números de julho são comparados a indicadores do primeiro semestre.

 

Segundo a Abiquim, as exportações de julho ficaram praticamente estáveis ante o mês anterior, mas apresentam crescimento de 47,5% em relação a janeiro, "mês em que as vendas externas tiveram o mais fraco desempenho desde o início da crise", destacou a entidade. As importações de julho, por sua vez, apresentaram crescimento de 21,3% ante junho e dispararam 68,1% frente a fevereiro, o pior resultado da série desde setembro passado.

 

Os indicadores de vendas em volume apresentam resultados ainda mais expressivos. As exportações de julho, de 1,1 milhão de toneladas, caíram 11,8% ante junho, mas cresceram 64,3% frente a janeiro e 34% em relação a julho de 2008. As importações, que somaram 2,2 milhões de toneladas, cresceram 19,5% ante junho e 137,4% em relação a fevereiro, o piso dos resultados neste ano. Na comparação com julho do ano passado, no entanto, o volume importado teve retração de 22,9%.

 

Déficit comercial soma US$ 7,9 bi até julho

O déficit comercial da indústria química brasileira entre janeiro e julho somou US$ 7,9 bilhões, uma queda de 35,4% em relação ao mesmo intervalo de 2008. De acordo com a Abiquim, as importações no período somaram US$ 13,5 bilhões, com retração de 29,5% em igual comparação. As exportações até julho caíram 18,8%, para US$ 5,5 bilhões.

 

A retração do déficit no acumulado anual também é constatada no levantamento que mede o resultado do setor no período de um ano. Nos 12 meses encerrados em julho de 2009, o déficit do setor atingiu US$ 18,8 bilhões, abaixo das marcas de junho (US$ 19,6 bilhões) e maio (US$ 20,8 bilhões).

Tudo o que sabemos sobre:
importaçãoquímicos2009crise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.