Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Importação sobe pela primeira vez em 11 meses

O déficit comercial dos Estados Unidos aumentou 4% em junho, quando ocorreu a primeira alta nas importações dos últimos 11 meses em um novo sinal de melhoria na economia do país.No total, o déficit chegou a US$ 27,008 bilhões, mais que os US$ 25,966 bilhões registrados em maio, segundo os números divulgados ontem pelo Departamento de Comércio. Foi melhor do que os US$ 28,5 bilhões esperados pela maioria dos analistas.As importações cresceram 2,3% ante maio, até US$ 152,8 bilhões, o nível mais alto desde janeiro.As exportações registraram seu maior aumento em um ano, ao subirem 2%, até US$ 125,784 bilhões.As estatísticas refletem um aumento nas exportações de automóveis, bens de capital e alimentos, entre outros itens. Os bens de consumo não registraram mudanças.As importações aumentaram nos mesmos segmentos, mas houve queda no consumo de bens de capital.A alta nos preços do petróleo foi responsável em grande medida pelo aumento no déficit. Por países e regiões, o desequilíbrio comercial com a China, o segundo maior parceiro comercial dos EUA depois do Canadá, aumentou para US$ 18,4 bilhões frente aos US$ 17,5 bilhões de maio.O superávit dos países da União Europeia (UE) em seu comércio de bens com os EUA subiu 62,8%.

EFE, O Estadao de S.Paulo

13 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.