Importações de petróleo chinesas crescem 14,5%

As importações de petróleo da China cresceram 14,5% em 2006, chegando a 1,059 bilhão de barris, devido ao crescimento da economia, informou nesta sexta-feira o jornal "Shanghai Daily".Segundo a Administração Geral de Alfândegas, a China importou 145,18 milhões de toneladas, ou 2,9 milhões de barris diários. As exportações foram de 6,34 milhões de toneladas, 21,4% a menos que em 2005.Apesar das grandes companhias petrolíferas, como a China National Petroleum Corporation (CNPC), a sétima maior do mundo, a China conta com poucas reservas de petróleo.O petróleo chegou à China principalmente em navios, já que o único oleoduto transnacional que abastece o país vem do Cazaquistão e só entrou em funcionamento em julho, transportando 1,74 milhão de toneladas.A China é o segundo maior consumidor de petróleo do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O país tenta diversificar a origem de suas compras e evitar, na medida do possível, os fornecedores do Oriente Médio, cujo preço é mais instável.No ano passado, aumentaram as importações de petróleo da Venezuela e da África, especialmente do Sudão.As importações de derivados cresceram 15,7%, para 36,38 milhões de toneladas. As exportações caíram para 12,35 milhões de toneladas, 11,9% a menos que em 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.