Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Importadoras de carros pedem cota maior

A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) vai pleitear ao governo federal um aumento da cota de importação de automóveis livres de IPI, atualmente de até 4,8 mil unidades por ano. Para a entidade, a cota representa uma "amarra mercadológica" ao setor, diante da alta variação cambial nos últimos anos.

IGOR GADELHA, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2015 | 02h05

"Não queremos o fim das cotas. É necessária uma revisão", defendeu o presidente da Abeifa, Marcel Visconde. Segundo ele, ainda não há uma proposta fechada, mas a ideia inicial seria pedir pelo menos o dobro. "Duplicar esse número daria uma oxigenação às marcas e não afetaria em nada nossa participação de mercado (de 3,32% em 2015 até maio)", disse.

O executivo aguarda reunião com o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, para discutir o assunto. "Queremos conversar com ele para ver qual a percepção dele em relação a isso", afirmou. Segundo Visconde, desde que Monteiro assumiu, duas reuniões que estavam agendadas (para abril e para a última terça-feira) foram desmarcadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.