Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Importados mais antigos viram mico, dizem lojistas

Modelos antigos e raros também registraram queda de vendas e de preços. A Private Collections, de São Paulo, viu seu faturamento mensal cair 20%. "Até setembro vendíamos oito carros por mês, média que caiu para seis", diz o diretor Ricardo Robertoni. Este mês, até o dia 12, ele fechou apenas um negócio. Entre as ofertas à espera de clientes há quatro Rolls-Royce por R$ 120 mil a R$ 350 mil. Segundo Robertoni, até uma raridade antes vista como "moeda forte" está com dificuldade de venda. Um Mercedes-Benz 280 SL está na loja há três meses. "O preço era de R$ 180 mil, baixamos para R$ 160 mil e nada."Fora do mundo dos colecionadores, lojistas avaliam que modelos importados fabricados antes de 2000 são os principais micos. Alex Correia da Costa adquiriu um Mazda 626 ano 95 há um ano por R$ 14 mil. O modelo tem teto solar, air bags, freios ABS, bancos em couro. "Tentei vendê-lo recentemente e o máximo que me ofereceram foi R$ 5 mil", diz Costa.

, O Estadao de S.Paulo

23 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.