Impostômetro da ACSP alcançará a marca de R$ 1,1 trilhão

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) vai atingir a marca de R$ 1,1 trilhão nesta terça-feira, por volta das 20 horas. O valor corresponde a todos os tributos pagos pelos brasileiros desde janeiro deste ano para a União, Estados e municípios.

EQUIPE AE, Agencia Estado

23 de setembro de 2013 | 12h44

No ano passado, este montante foi alcançado no dia 7 de outubro, o que, de acordo com a ACSP, mostra um aumento da carga tributária. A projeção da instituição é que, até o final de 2013, o Impostômetro chegue a R$ 1,7 trilhão.

"O Brasil apresenta a maior carga tributária entre os países considerados emergentes, e supera inclusive a de algumas nações altamente desenvolvidas como Estados Unidos e Japão. E não temos o retorno de todo esse dinheiro", criticou, em nota distribuída à imprensa, o presidente da ACSP, Rogério Amato.

A instituição informou que a porcentagem de impostos em produtos eletrônicos chega a, por exemplo, 72,18% no caso do videogame Playstation e a 39,12% no caso de tablets.

Tudo o que sabemos sobre:
impostômetrosACSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.