Impostos continuarão altos por algum tempo, diz Ciro

A alta carga de impostos do Brasil deve continuar por mais algum tempo, disse o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes. Ele assinalou que, neste momento, o governo não pode abrir mão de recursos públicos. "Devemos lutar pela queda da carga de impostos, mas é preciso sermos realistas; não devemos dar falsas esperanças sobre essa diminuição, a curto e médio prazos." Ciro admitiu que os juros altos atrapalham o País e, particularmente, o Nordeste, cuja "competitividade sistêmica é mais frágil", disse, em Salvador, onde participa de um debate sobre a recriação da Sudene. Contudo, o ministro assinalou que esse "remédio amargo" é necessário, pois, segundo ele, o atual governo "herdou um País em ´pandarecos´ e com riscos de hiperinflação". Na visão de Ciro, depois das últimas medidas duras do governo, "agora, já se desenha uma queda sustentada da taxa de juros."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.