Impostos podem prejudicar investimentos, alerta Vale

O presidente da Companhia Vale do Rio Doce, Roger Agnelli, alertou que a elevada carga tributária no Brasil pode prejudicar iniciativas envolvendo bilhões de dólares em investimento direto estrangeiro (IDE), informou hoje o jornal Financial Times. A Vale está estudando seis investimentos separados com parceiros estrangeiros no Brasil envolvendo até US$ 8 bilhões em IDE e a capacidade de criar exportações anuais avaliadas em US$ 4 bilhões. Entre esses projetos, há o plano de se construir uma unidade de aço com a Bao Steel e uma fábrica de alumínio com a Chalco, ambas chinesas. "A carga tributária (nesses projetos) equivale a 20% do custo do investimento", disse Agnelli. "O ambiente de negócios no Brasil é muito bom, mas você tem de questionar se é suficientemente favorável para competir com outras regiões. Evidentemente, (a Bao Stell) está olhando para outras regiões também."Entretanto, Agnelli disse estar otimista com a confirmação do investimento da Bao Stell. Ele disse que a Vale se reuniu com autoridades brasileiras da área de finanças e comércio para discutir a suspensão do pagamento de impostos até que a unidade entre em operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.