Inadimplência cai 4,2% na passagem de julho para agosto

No período de 12 meses até agosto, o indicador medido pela Boa Vista SCPC registrou aumento de 2,2%

O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2016 | 11h42

Após alta observada em julho, a inadimplência do consumidor registrou em agosto queda de 4,2%, com recuo de 10% na comparação com agosto do ano passado. Já no período de 12 meses até agosto, o indicador medido pela Boa Vista SCPC registrou aumento de 2,2%. 

No período de 12 meses, a empresa destaca que a maior elevação da inadimplência ocorreu no Norte (3,9%), seguida das regiões Nordeste (3,7%), Centro-Oeste (3,5%) e Sudeste (2,0%). Já a região Sul obteve queda de 0,3% nesta medição.

Na visão do instituto, apesar da queda no mês, a perspectiva é de que o marcador de inadimplência fique próximo da estabilidade neste e no próximo ano, a exemplo do que o dado mostra o período acumulado do ano, que mostra alta de 1% até agosto. Essa visão está amparada no fato de que o efeito da inflação, do desemprego e da redução da renda sobre a inadimplência acabam sendo compensados pela atividade mais fraca e menor endividamento das famílias.

O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas informados à Boa Vista pelas empresas credoras. Em virtude da Lei Estadual de São Paulo nº 15.659/2015, a partir de setembro do ano passado passou-se a usar como referência para o Estado o número de cartas de notificação enviadas aos consumidores, em vez dos números de débitos ativos na base do SCPC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.