Inadimplência com cheque cai em junho, diz Telecheque

A inadimplência com cheques no Brasil apresentou recuo de maio para junho deste ano, mas ainda está em nível superior ao apurado um ano antes. Levantamento da Telecheque mostra que, do valor total de operações feitas no mês passado, 2,80% resultaram em inadimplência. Essa fatia representa queda de 17,89% em relação ao apurado em maio, quando o porcentual foi de 3,41%.

AE, Agencia Estado

20 de julho de 2012 | 13h34

Ainda assim, a empresa de análise de crédito destaca que o indicador está 8,53% maior do que o índice registrado em junho de 2011, quando a inadimplência atingiu 2,58% das transações. De acordo com a Telecheque, a principal causa para a inadimplência em junho foi a falta de fundos, que justificou 77,5% dos atrasos na liquidação de cheques. Roubos e furtos representam 3,8% e o volume de cheques sustados, 8,9% da inadimplência.

No detalhamento por região, o Sudeste liderou ao concentrar 49% do valor total da inadimplência no mês. O Nordeste aparece em seguida, com 20%, seguido por Sul (18%), Norte(8%) e Centro-Oeste(5%). O ticket médio das operações com cheque subiu 18,08% em junho perante o mesmo mês de 2011, levando o valor médio dos cheques utilizados nas compras de R$ 284,53 para R$ 335,98 no período analisado.

Tudo o que sabemos sobre:
inadimplênciaTelechequejunho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.