Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Inadimplência com cheques aumenta 36,9% em março

A inadimplência de cheques devolvidos por falta de fundos cresceu 36,9% em março deste ano na comparação com fevereiro, segundo informação da Telecheque, empresa especializada na gestão de risco e concessão de crédito.A taxa verificada no mês passado, segundo a pesquisa, é alta, mas não preocupante pois ocorre nos primeiros meses do ano, quando boa parte dos consumidores se endividou por conta das compras de Natal. Além disso, o mês de março deste ano foi atípico devido ao carnaval que caiu na última semana de fevereiro, fazendo com que os cheques desta última semana fossem compensados apenas no início de março, destaca o levantamento.Outros fatores que também possibilitaram o crescimento da inadimplência de cheques foram os juros altos, o desemprego e a queda na renda do consumidor, de acordo com os dados da pesquisa. Porém, o índice de recuperação de cheques devolvidos subiu 36,7%, ante fevereiro.O porcentual de documentos fraudados e roubados representou 19,9% do volume total na comparação com o mês anterior (20,9%). A Telecheque prioriza o valor total em reais dos cheques movimentados no mercado, e não a quantidade de documentos como é feito por boa parte das empresas especializadas em avaliar crédito no País.

Agencia Estado,

19 de abril de 2004 | 16h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.