Inadimplência cresce em abril no País ante mesmo mês de 2004

A inadimplência das empresas e consumidores cresceu no mês passado no País, na comparação com abril de 2004, de acordo com análise da Equifax divulgada nesta segunda-feira. Em abril de 2005, foi constatada alta de 7,9% nos cheques devolvidos sobre o mesmo mês do ano passado e elevação de 3,2% nos títulos protestados.No confronto dos dados de abril de 2005 com os de março deste ano, há um movimento aparentemente contrário, segundo a empresa de análise de crédito. O número de cheques devolvidos ficou 16,5% menor e o de títulos protestados recuou 2,9%.De acordo com a assessoria econômica da Equifax, o comportamento ascendente da inadimplência, na comparação anual, pode ser explicado pela conjuntura econômica mais adversa observada nos últimos meses, principalmente, em virtude das sucessivas elevações na taxa básica de juros, com efeito direto na desaceleração do ritmo de crescimento da produção e das vendas.Segundo a análise dos técnicos da Equifax, com a permanência do dólar em patamares mais baixos e da "política monetária restritiva" do Banco Central, a possibilidade de a inadimplência permanecer em ritmo de crescimento nos próximos meses é "bastante grande" no confronto anual.Quanto à queda verificada na comparação mês a mês, a Equifax explica que ela foi motivada pelo fato de abril ter três dias úteis a menos que março e pela base alta de comparação, no caso dos cheques devolvidos, já que o terceiro mês de 2005 apresentou o maior número de devoluções da série histórica, iniciada em 1995, da empresa de análise de crédito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.