Inadimplência de consumidor recua pelo 5º mês seguido

A inadimplência dos consumidores recuou 0,8% nos primeiros nove meses do ano ante o mesmo período do ano passado, apontou o Indicador Serasa. Apesar de ser a quinta queda consecutiva, a Serasa ressalta que o indicador mostra desaceleração na queda da inadimplência nos últimos dois meses.No ranking de representatividade do indicador, as dívidas com bancos foram o principal peso na avaliação do acumulado de janeiro a setembro, com participação de 39,1%. A segunda colocação foi ocupada pelas dívidas com cartões de crédito e financeiras, que representaram 30,6%. Os cheques sem fundos tiveram participação de 27,8% nos primeiros nove meses do ano, ficando com a terceira colação. Por fim, os títulos protestados representaram 2,6% no ranking, de janeiro a setembro de 2007.A pesquisa da Serasa mostra que o valor médio das dívidas dos consumidores foi de R$ 1.275,42, o que representa um aumento de 14,6% em relação ao acumulado de janeiro a setembro de 2006. O valor médio dos registros das dívidas com cartões de crédito e financeiras apresentou valor médio de R$ 368,78. Já o valor médio das anotações de cheques sem fundos registrou alta de 5%, ficando em R$ 604,81, enquanto o valor médio dos títulos protestados foi de R$ 879,87, com avanço de 11,6%, na mesma base de comparação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.