Inadimplência de empresas cresce menos em agosto

A inadimplência das empresas cresceu 1,7% em agosto na comparação com julho, influenciada pelo aumento das dívidas vencidas com instituições não bancárias, informou a Serasa Experian. O resultado, porém, representa leve desaceleração em relação a julho, quando o Indicador de Inadimplência das Empresas apresentou avanço de 1,8% sobre o mês anterior.

O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2012 | 03h09

Comparado a agosto de 2011, a alta foi de 8,3% - mas este número foi o menor aumento nessa base de comparação desde fevereiro de 2011. No acumulado de janeiro a agosto de 2012, a inadimplência subiu 14,3% sobre o mesmo período do ano passado.

Para a Serasa Experian, a redução dos juros, a recuperação gradual das vendas por causa das medidas de estímulo ao consumo e o recuo na inadimplência do consumidor desaceleraram o indicador. Dívidas com bancos atingiram valor médio de R$ 5.276,52 de janeiro a agosto (alta de 2,2%) e o valor médio dos cheques sem fundos ficou em R$ 2.237,72 (alta de 8,4%). / WLADIMIR D'ANDRADE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.