Inadimplência de empresas sobe pelo 9º mês seguido

Crescimento no volume de crédito concedido amplia inadimplência da pessoa jurídica no País

Amanda Valeri, da Agência Estado,

29 de outubro de 2007 | 12h20

A inadimplência das empresas cresceu 1,7% de janeiro a setembro deste ano ante o mesmo período do ano passado, a nona alta consecutiva, segundo o Indicador Serasa. Os analistas da Serasa afirmaram que a alta da inadimplência da pessoa jurídica decorreu do crescimento do volume de crédito concedido. No ranking do indicador, os títulos protestados ficaram na primeira colocação, responsáveis por 40,3% da inadimplência da pessoa jurídica. A segunda colocação é dos cheques sem fundos, com participação de 38,3%. As dívidas com os bancos representaram 21,5% no ranking nos primeiros nove meses do ano, ficando com a terceira colocação. A pesquisa da Serasa mostrou que o valor médio dos títulos protestados foi de R$ 1.483,37, representando um aumento de 6,5% em relação ao acumulado de janeiro a setembro de 2006. O valor médio dos cheques sem fundo registrou queda de 6,4% na mesma base de comparação, ficando em R$ 1.157,00. Já o valor médio das dívidas com as instituições financeiras foi de R$ 4.093,09, com avanço de 12,8% nos primeiros nove meses do ano ante o mesmo período do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Inadimplênciaempresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.