Inadimplência de pessoa física cai em agosto

A inadimplência indicada pelo volume de títulos protestados de pessoa física caiu 7,2% em agosto em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento realizado pela Centralização dos Serviços de Bancos (Serasa). Em agosto foram registrados 355 mil protestos de pessoa física em todo o território nacional, representando uma média diária de 16 mil títulos. A menor taxa de inadimplência física é atribuída pela Serasa aos recursos do acordo do FGTS usados para a regularização de pendências. "O consumidor está mais cauteloso na hora de assumir novos compromissos, pois aguarda as definições na economia para voltar às compras, o que deve acontecer de forma mais acentuada no último trimestre", dizem os analistas da Serasa.No entanto, no acumulado de janeiro a agosto de 2002, o volume de títulos protestados de pessoa física no território nacional - sem o Estado de São Paulo - sofreu um acréscimo de 13,3% em comparação com o mesmo período de 2001. Foram registrados neste período 878 mil ocorrências de protestos de pessoa física no período. A não inclusão do Estado de São Paulo se deve às diferentes metodologias utilizadas, que distorcem os resultados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.