Inadimplência do consumidor sobe 14,2% em outubro, diz Serasa

Indicador caiu 1% em outubro em relação a setembro, mas na comparação com outubro de 2013 inadimplência teve alta significativa, apontando para piora no cenário econômico

Maria Regina Silva, O Estado de S. Paulo

12 de novembro de 2014 | 10h14

SÃO PAULO - Dados divulgados pela Serasa Experian nesta quarta-feira, 12, mostram que o índice de inadimplência caiu 1% no décimo mês do ano em relação a setembro. No entanto, na comparação com outubro de 2013, o Indicador Serasa Experian de Inadimplência subiu 14,2% e avançou 5,1% no acumulado deste ano.

O crescimento de 14,2% da taxa de inadimplência de pessoa física em outubro ante o mesmo mês de 2013 reflete o cenário econômico mais "adverso" de 2014, conforme os economistas da Serasa. Segundo eles, esse ambiente desfavorável vem sendo influenciado pela alta taxa básica de juros e também pela inflação elevada, fatores que acabam por interferir nos níveis de inadimplência.

A despeito do avanço do indicador no acumulado deste ano, o valor médio da inadimplência com os bancos recuou 4,7%, de acordo com a Serasa. Na direção oposta, as dívidas não bancárias (15,7%), os cheques sem fundos (5,9%) e os títulos protestados (3,1%) tiveram alta no período.

Tudo o que sabemos sobre:
Serasainadimplência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.