Inadimplência em outubro em SP cai para 37%, menor nível do ano

A inadimplência dos consumidores da Região Metropolitana de São Paulo apresentou nova queda no mês de outubro, segundo informou nesta quinta-feira a Federação do Comércio do Estado (Fecomercio). Neste mês, a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) da entidade apontou que o total de endividados que estão inadimplentes caiu para 37%, ante 40% em setembro, e atingiu o menor porcentual desde fevereiro de 2004, quando o levantamento foi iniciado.De acordo com a assessoria econômica da Fecomercio, os atuais níveis de inadimplência estão diretamente relacionados às condições de emprego e renda dos consumidores. A pesquisa verificou também o aumento na intenção de quitar as dívidas, entre as pessoas com contas em atraso. Segundo o levantamento, 65% pretendem cumprir em parte ou totalmente com os pagamentos, número superior aos 63% de setembro.A PEIC apontou ainda que o número de devedores apresentou uma pequena alta, passando de 67% dos entrevistados em setembro para 68% em outubro. Na avaliação da entidade, esse patamar de endividamento está sendo suportado pela expansão de crédito. PerspectivasA entidade paulista destaca que, se o cenário econômico do país não sofrer grandes alterações, há uma tendência de estabilidade do índice de inadimplentes nos próximos meses. Alerta, no entanto, para a possibilidade de alteração deste quadro, caso a renda e a oferta de emprego voltem a cair. A pesquisa da Fecomercio é coletada mensalmente junto a cerca de mil consumidores da Região Metropolitana de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.