finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Inadimplência em setembro é a segunda menor do ano

A inadimplência dos consumidores da região metropolitana de São Paulo registrou queda em setembro, apresentando o segundo resultado mais baixo do ano. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), apurada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), o porcentual de endividados inadimplentes caiu de 44% em agosto para 40% este mês, apenas um ponto porcentual acima da taxa de fevereiro.Na avaliação da assessoria econômica da entidade, a redução registrada pelo terceiro mês consecutivo indica uma tendência mais consistente do ritmo de queda. "Mas a alta de juros realizada pelo Banco Central na última semana, com o conseqüente aumento do custo do crédito, poderá frear a diminuição do número de inadimplentes", avaliaram por meio de nota à imprensa.Em setembro, o número de consumidores com dívida foi de 67% do total de entrevistados, porcentual semelhante ao de agosto. O resultado ficou na média registrada nos outros meses do ano, com exceção de junho, quando alcançou 72%.De acordo com a assessoria econômica da Fecomercio, a queda do desemprego e a recomposição de renda dão mais capacidade aos consumidores de cumprir com os pagamentos. "O comprometimento médio de renda entre os endividados aumentou, passando de 36,6% em agosto para 37,7%, neste mês", salientaram.Pagamento das dívidasOs economistas da Fecomercio destacaram também o aumento, em setembro, da intenção dos consumidores de pagarem suas dívidas. De acordo com a PEIC, 62,5% dos entrevistados desejam cumprir em parte ou totalmente com os pagamentos. Em agosto, 58,2% tinham essa intenção. Cerca de 35% dos consumidores informaramque não terão condições de quitar dívidas em setembro, porcentual menor que nos últimos três meses.Na avaliação da entidade, a recuperação da atividade econômica, com expansão nas vendas do comércio, produção industrial e oferta de crédito, contribuiu para a queda da inadimplência e a melhoria de indicadores relativos à capacidade do consumidor em realizar compras.

Agencia Estado,

21 de setembro de 2004 | 12h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.