Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Inadimplência interrompe queda e volta a subir no País

Segunda a Serasa, dívidas com os bancos foram as principais responsáveis pela alta da inadimplência

AE, Agencia Estado

14 de novembro de 2007 | 12h20

A inadimplência voltou a subir no País. Após uma seqüência de cinco quedas verificadas desde maio, o acumulado de janeiro a outubro mostrou ligeira alta de 0,3% entre os consumidores ante mesmo período de 2006, segundo informou nesta quarta-feira, 14, o Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Física. Já na comparação de outubro com mesmo mês do ano passado, a alta foi de 10,3%. Com relação a outubro ante setembro, o crescimento da inadimplência foi de 13,2%. De acordo com o levantamento, as dívidas com os bancos foram as principais responsáveis por este movimento de alta no acumulado destes dez meses do ano, tendo participação de 39,5% no indicador. A Serasa informa que este foi o maior patamar no período desde 2002. O segundo lugar no ranking de representatividade da inadimplência das pessoas físicas ficou com as dívidas com cartões de crédito e financeiras, que tiveram participação de 30,3% até outubro deste ano. Os cheques sem fundos aparecem na seqüência com 27,6% de participação no indicador. Os títulos protestados completam a lista com a menor contribuição, de 2,6%. Valores O valor médio das dívidas com os bancos nos dez meses de 2007 foi de R$ 1.276,92, com evolução de 11,4% ante o acumulado de janeiro a outubro do ano passado. O valor médio dos registros das dívidas com cartões de crédito e financeiras foi de R$ 366,69, enquanto o das anotações de cheques sem fundos ficou em R$ 605,88. Já o valor médio dos títulos protestados, no mesmo período, foi de R$ 884,90. Na avaliação da Serasa, o crescimento da inadimplência está atrelada ao maior endividamento dos consumidores brasileiros. E reafirma a desaceleração da inadimplência das pessoas físicas.

Tudo o que sabemos sobre:
Inadimplência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.