Inadimplência maior em dívidas até R$ 199,99

A inadimplência no País é maior entre as dívidas de até R$ 199,99 nos últimos dois anos. A constatação é do levantamento feito pela Centralização de Serviços Bancários (Serasa). Das pessoas físicas, 43,50% dos títulos protestados eram de até R$ 199,99 no ano de 2000, depois de terem sido atingiram 44,69% em 1999 (ver tabelas abaixo). Os dados da Serasa mostram também que em 2000 houve o maior número de quitação de títulos protestados da década. No ano passado, 43,10% das pessoas quitaram o seus débitos, 4,10 pontos percentuais a mais que no ano retrasado (ver tabela). É a primeira pesquisa realizada pela Serasa em que o percentual de títulos protestados das pessoas físicas e as quitações são relacionadas com o valor da dívida. Antes a entidade só divulgava o percentual de títulos protestados e as baixas. Tanto em 1999 como em 2000, a baixa de títulos protestados também foi maior entre os que deviam até R$ 199,99. No ano passado, 41,75% dos devedores quitaram as suas dívidas e em 1999, a porcentagem foi de 38,13%. O assessor econômico da Serasa, Carlos Henrique de Almeida, avalia que o baixo valor unitário dos títulos protestados deve-se ao baixo poder aquisitivo da população. "Esse valor é alto para maioria da população brasileira e a dívida é maior nessa faixa porque é compatível com o baixo rendimento das pessoas", avalia Almeida. O economista explica o recorde de quitação de dívidas da década, em 2000, pelo aumento do número de empregos. Ele cita como dois fatores fundamentais para aumentar o crédito a recuperação do emprego e a queda da taxa de juros. Leia mais no link abaixo sobre como evitar os inconvenientes da inadimplência. Seguem os dados completos da pesquisa da Serasa: 1)Protestos de pessoa física em 2000 Até R$ 199, 99 43,50% De 200,00 até R$ 499,99 26,75% De R$ 500,00 até R$ 999,99 13,66% De R$ 1.000,00 em diante 16,09% 2)Quitação de protesto de pessoa física em 2000 Até R$ 199, 99 41,75% De 200,00 até R$ 499,99 28,30% De R$ 500,00 até R$ 999,99 14,45% De R$ 1.000,00 em diante 15,50% 3)Protesto de pessoa física em 1999 Até R$ 199, 99 44,69% De 200,00 até R$ 499,99 27,41% De R$ 500,00 até R$ 999,99 13,03% De R$ 1.000,00 em diante 14,87% 4) Quitação de protesto de pessoa física em 1999 Até R$ 199, 99 38,13% De 200,00 até R$ 499,99 27,66% De R$ 500,00 até R$ 999,99 16,00% De R$ 1.000,00 em diante 18,21% 5)Quitação de protestos nos 10 últimos anos Ano % 2000 43,10 1999 39,00 1998 28,70 1997 30,50 1996 25,40 1995 19,50 1994 38,80 1993 36,90 1992 32,60 1991 15,90 1990 14,60 Fonte: Serasa

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.